quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Santa Vicenta Maria Lopez y Vicuña - 26 de dezembro

     A Madre Vicenta Maria López y Vicuña nasceu em Navarra, Cascante, no dia 24 de março de 1847, em uma família solidamente cristã.

     Na família Vicenta Maria captou o sentido de Deus em sua vida. Seu pai, José Maria López, membro do Colégio de Advogados de Pamplona, foi seu primeiro mestre. Rezava com os familiares, aprendendo a sentir a necessidade da gratidão a Deus, da obediência à suas leis. A devoção ao Rosário na família, orações marianas, seria como uma tábua de salvação em sua vida espiritual. Um tio padre completava a sua formação religiosa.
     Momento significativo na sua vida espiritual foi sua Primeira Comunhão. Outro fato importante para o seu crescimento foi sua transferência, em 1857, para a casa dos tios em Madri, a fim de completar sua formação. Ali continuou a aprender o catecismo e vivia sua fé nos trabalhos de caridade para a "Casita". "Casita" era uma casa para as jovens da zona rural vítimas da transformação social ocasionada pela industrialização.
     Aos 17 anos, resolvida a dedicar sua vida ao apostolado e convencida da necessidade de fundar uma congregação religiosa que garantisse sua continuidade, comunicou a ideia ao seu diretor espiritual o Pe. Víctorio Medrano SJ. Ele aprovou a ideia deixando para o futuro a concretização.
     Em março de 1868, Vicenta fez os Exercícios Espirituais no Primeiro Mosteiro da Visitação e saiu resolvida a fundar sua obra. Mas seus pais se opõem ao projeto e ela teve que retornar a Cascante onde permaneceu por sete meses.
     Em fevereiro de 1869 retornou a Madri e se dedicou completamente ao desenvolvimento da obra em favor das empregadas e a elaboração das Constituições e regras da nova congregação. A situação política e social atrasou um tanto a fundação, mas Vicenta Maria, sua tia Maria Eulália e um pequeno grupo de senhoras, começaram a levar uma vida de comunidade a partir de 22 de fevereiro de 1871.
     O Pe. Isidro Hidalgo y Soba S.J. começou a dirigir espiritualmente Vicenta e suas companheiras em julho de 1875.
     Em 11 de junho de 1876, solenidade da Santíssima Trindade, D Ciriaco Maria Sancha impunha o hábito religioso a Vicenta Maria e as outras companheiras; nascia assim a Congregação das Irmãs do Serviço Doméstico (o nome atual da Congregação, depois de várias mudanças é Religiosas de Maria Imaculada).
     Antes de completar um ano de fundação, Madre Vicenta abria a terceira casa de seu Instituto. E outras fundações se seguiram, não sem dificuldades, e lentamente novas candidatas foram se apresentando.
     Em 1879 uma enfermidade começou a minar a saúde de Madre Vicenta. Prostrada na cama, debilitada pela enfermidade, pronunciou a fórmula de sua profissão perpétua em 31 de julho de 1890, às cinco e meia da manhã. Duas horas mais tarde participou na capela da primeira celebração deste tipo que a Congregação teria, em que foram recebidas em profissão nove companheiras.
     Na tarde do dia 26 de dezembro de 1890, após ter abençoado pela primeira vez sua religiosas, tendo nas mãos o Crucifixo e uma estampa da Virgem, entregou sua alma ao Criador.
     A causa para sua beatificação e canonização foi introduzida em 19 de fevereiro de 1915. Foi beatificada pelo Papa Pio XII em 1950 e canonizada pelo Papa Paulo VI em 25 de maio de 1975. A memória litúrgica é 26 de dezembro, o dia de sua morte.

Um comentário:

  1. Vicenta Maria nasceu no dia 22 de Março de 1847. A data estar errada

    ResponderExcluir