quarta-feira, 27 de março de 2013

Beata Renata Maria Feillatreau, Mártir da Rev. Francesa - 28 de março

     Renata Maria Feillatreau (nome de casada Dumont), nascida em 8 de fevereiro de 1751, leiga viúva, que no trágico tempo da Revolução Francesa, diante do tribunal manifestou o desejo de antes morrer pelo nome de Jesus do que renunciar à religião católica.
     Ela foi guilhotinada no dia 28 de março de 1794. Faz parte do grupo de 99 mártires da diocese de Angers (Maine-et-Loire), França, beatificados por João Paulo II, em 19 de fevereiro de 1984, por terem escolhido permanecer firmemente ligados à Igreja Católica, colocando a vida em risco, e que foram guilhotinados por permanecerem resolutos em sua fé inquebrantável.

3 comentários:

  1. Ola.. gostaria de saber mais sobre ela , mas n encontro nda em portugues :/ poderia me ajudar?

    ResponderExcluir
  2. Renata, vou pesquisar, mas há poucos dados sobre esta Beata.

    ResponderExcluir
  3. Renata, conseguimos mais alguns detalhes, mas poucos:
    Ela era esposa e mãe. Foi acusada de estar envolvida com os católicos “bandidos”, de encorajar os padres não conformistas, roubar a República escondendo vestimentas e utensílios sagrados e de gritar “Longa vida à Religião! Longa vida ao Rei!” Sua culpa na realidade era sua devoção à Fé Católica. Diante dos juízes ela declarou que preferia morrer a renunciar à sua Fé, e que ela realmente protegia padres da Igreja Católica e assistia suas Missas.

    ResponderExcluir