sexta-feira, 29 de março de 2013

Santa Osburga de Coventry, Abadessa - 30 de março

    
     O primeiro núcleo do que é hoje a cidade de Coventry, Inglaterra, foi o mosteiro governado pela abadessa Santa Osburga. O mosteiro foi destruído pelos vikings e reconstruído em 1043 como um mosteiro masculino pelo Conde Leofrico e sua esposa Godiva. Desenvolveu-se em um grande mosteiro e na Catedral de Coventry - a única catedral destruída pelo rei Henrique VIII durante a sua separação da Igreja Católica.
     O local à esquerda da Igreja da Santíssima Trindade, em Broadgate, foi cuidadosamente preservado pela cidade. Há alguns restos dos outros mosteiros destruídos na Reforma de Henrique VIII, conhecida como a dissolução: o mosteiro carmelita (fundado em 1342); o Priorado da Cartuxa de Santa Ana, fundado em 1381; e o Mosteiro Franciscano, do qual apenas a torre ainda existe na Rua New Union.
     Não se tem detalhes da vida desta Santa, embora sua existência não é posta em dúvida pelos estudiosos. O tempo exato em que viveu é controverso: de acordo com alguns a data de sua morte seria em torno de 1018, enquanto outros estudiosos dizem que ela teria vivido no século VII.
     Estudos recentes têm argumentado que o rei dinamarquês Canuto teria fundado o convento de Coventry, colocando Osburga como a primeira abadessa. Esta versão, no entanto, é estranha, porque foram os dinamarqueses que em 1016 destruíram o mosteiro. Mas, o certo é que em 1043 um mosteiro masculino foi construído no mesmo local e dedicado a Santa Osburga, o que nos sugere que o culto a esta Santa era já algo bem estabelecido.
     Na igreja abacial o túmulo de Osburga se tornou um foco de grande devoção popular na Idade Média. Ocorreram tantos milagres por sua intercessão que, em 1410, o clero e os fiéis de Coventry pediram ao bispo para oficializar uma celebração em sua homenagem. Desde então, a festa da Santa foi observada ao longo dos anos na Arquidiocese de Coventry.
     Durante o renascimento do Catolicismo Inglês no século XIX, a primeira igreja construída em Coventry, pela vontade do Arcebispo Ullathorne foi dedicada a Santa Osburga. Em 9 de setembro de 1845 o novo edifício sagrado pode ser consagrado ao culto divino pelas mãos do Cardeal Wiseman, e neste dia do ano a Santa ainda é lembrada no calendário diocesano, a fim de evitar conflito com a Quaresma. No Martirológio Romano ela continua a ser comemorada no dia 30 de março.
Ruinas do priorado do séc. XII
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário