terça-feira, 26 de abril de 2016

Beata Alda de Siena, Viúva - 26 de abril

    
Religiosos da Ordem dos Humilhados
     Alda nasceu em Siena, no dia 28 de fevereiro de 1245, filha do nobre Pedro Francisco Ponzi e de Inês Bulgarini, a quem Deus havia mostrado em sonho que escolhera a criança para Si.
     Após ter sido educada e instruída com todo cuidado, foi dada por esposa a um homem “virtutibus ornatissimus” - ornado de virtudes - Bindo Bellanti, do qual, porém, não teve filhos.
     Depois da morte prematura do marido, Alda vestiu o hábito da Ordem Terceira dos Humilhados, e se dedicou mais do que anteriormente à penitência em uma pequena propriedade, onde realizou milagres, teve êxtases e visões.
     Passou os últimos anos de vida no hospital de Santo André, que depois foi chamado de Santo Onofre, totalmente dedicada ao serviço dos pobres, dos enfermos e dos peregrinos.
     Alda morreu no dia 26 de abril de 1309 e foi sepultada na igreja de São Tomás, em Siena, pertencente aos Humilhados. Em 1489 seus ossos foram retirados da terra e colocados em uma parede ao lado de altar, de onde foram transferidos em 1583.
     O seu culto, em Siena e em outras cidades, teve muita difusão na Ordem dos Humilhados. Esta Ordem foi um dos muitos movimentos espirituais que surgiram em contraste aos costumes relaxados e à riqueza frequentemente ostentada pelo clero, defendendo um retorno a uma vida mais austera, frugal. Era de origem espontânea e difundida no norte da Itália, em particular Milão e Como. Ao movimento em Siena esteve próxima Santa Catarina de Siena. Inicialmente condenados como hereges, eles foram reintegrados, mas cerca de quatro séculos depois a Ordem foi supressa. 
Etimologia: Alda = extremamente bela, do céltico.
 
Fonte: www.santiebeati.it, Pietro Burchi

Nenhum comentário:

Postar um comentário